A partir de 2020, todos os novos táxis de Londres serão eléctricos

A partir de 2020, todos os novos táxis de Londres serão eléctricos

Todos os novos táxis que circulem em Londres a partir de 2020 vão ser eléctricos, garantiu ontem o mayor daquela cidade, Boris Jonhson.

A iniciativa tem como objectivo melhorar a qualidade do ar da capital britânica, considerada hoje a pior de todas as capitais europeias.

Aliás, a má qualidade do ar é considerada, neste momento, um dos principais problemas de saúde pública na Grã-Bretanha, pelo que não será de estranhar que esta medida se propague por outras áreas metropolitanas daquele País.

A partir de 2012, a câmara londrina vai recusar licenciar táxis com mais de 15 anos – o que irá reduzir em 1.200 táxis a actual frota de 22 mil. Os mini-taxis que também circulam em Londres terão regras mais rígidas: todos os veículos com mais de dez anos desaparecerão da frota em 2012.

Paralelamente, também os taxistas terão aulas de eco-condução a partir de Janeiro de 2012. Todos os novos táxis licenciados a partir de 2020 terão de ter zero emissões, uma decisão que levará a câmara londrina a investir perto de 1,2 milhões de euros.

De acordo com o The Guardian, as autoridades britânicas estimam que cerca de 4.267 habitantes da capital britânica morram prematuramente, todos os anos, devido às consequência de longo prazo relacionadas com a poluição atmosférica.

Na semana passada, Boris Johnson tinha já anunciado a criação da primeira linha exclusiva para autocarros com zero emissões de CO2. Nesta linha especial, poderão apenas circular autocarros a hidrogénio, de cujos escapes sai apenas vapor de água.

Recorde outro dos projectos de Boris Jonhson relacionados com a mobilidade sustentável, o Barclays Cycle Hire.

“A partir de 2012, quando o mundo viajar até Londres [para os Jogos Olímpicos] vamos remover os mais velhos e sujos táxis das nossas ruas. Mas também vamos oferecer incentivos financeiros para ajudar a introdução rápida de táxis eléctricos. Esta medida faz parte de um pacote robusto de longo prazo destinado a melhorar progressivamente a qualidade do ar de Londres”, explicou Johnson, citado pelo The Guardian.

Também ontem, o Governo de David Cameron anunciou a colocação de quatro mil novos postos de carregamento de carros eléctricos na Grã-Bretanha. Ainda assim, muito pouco para a dimensão daquele País.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php