Grandes marcas vão criar etiquetas de roupa que mostram impacto ambiental dos produtos

Grandes marcas vão criar etiquetas de roupa que mostram impacto ambiental dos produtos

Walmart, Gap, Levi Strauss, Nike, Marks & Spencer, Adidas, H&M ou JC Penney são algumas das marcas que apoiam um sistema que vai classificar, através de uma etiqueta, o impacto da produção e futura utilização das respectivas roupas, sapatos ou calças no ambiente.

De acordo com o Financial Times, a criação deste esquema seria um dos “mais ambiciosos esforços” para criar uma série de standards para diferentes tipos de produtos, que medirá o efeito no ambiente de todas as etapas envolvidas na produção da respectiva peça de roupa.

“Nenhuma empresa possui todas as respostas no que toca a encontrar a maneira correcta de medir todas as variáveis envolvidas, por isso decidimos por esta abordagem colaborativa”, explicou o vice-presidente de desenvolvimento de produto da Walmart, conhecida retalhista norte-americana.

De acordo com Alex Tomey, o objectivo do programa é criar um sistema “credível” para classificar a categoria ecológica dos produtos, que possa ser anexado às peças de roupa, pelo menos, nos próximos cinco anos.

Também a Nike, através da sua responsável pela área ambiental, Lorrie Vogel, explicou que esta etiqueta é “realizável”, mas que será necessário “muito trabalho” para criar uma metodologia apropriada e correcta.

Uma das ideias em cima da mesa é construir uma série de índices que abordem áreas como a energia utilizada nas diferentes etapas da produção e de que maneira os químicos tóxicos são utilizados, por exemplo.

Outra das áreas que este sistema abordará está relacionada com o futuro do produto – e que vai acontecer às peças de roupa depois de serem utilizadas pelo seu comprador.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php