Guiné Bissau inaugurou o primeiro banco de crédito para camponeses

Guiné Bissau inaugurou o primeiro banco de crédito para camponeses

O presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, inaugurou ontem o primeiro banco de crédito do País, que vai apostar na promoção dos camponeses, sobretudo as mulheres.

A criação do banco, que será conhecido localmente como caixa de crédito e poupança agrícola, é o resultado do esforço que o Governo guineense está a fazer na luta contra a pobreza. De acordo com os media, o banco será instalado em todas as regiões da Guiné Bissau.

A cidade de Farim, no Norte do País, foi a primeira a receber esta instituição. Foi em Farim, também, que Malam Bacai Sanhá anunciou este projecto.

O banco é constituído por capitais senegaleses e seguirá brevemente para Bissau e Gabu.

De acordo com informações do Governo guineense, o banco poderá ajudar cerca de 30 mil mulheres só na zona de Farim, sendo que há ainda a possibilidade de outras pessoas serem beneficiadas.

Ontem, o primeiro grupo de mulheres recebeu aproximadamente três mil euros, que terão de pagar dentro de três meses após a sua actividade.

“[Esta caixa de crédito e poupança] é um cumprimento da promessa eleitoral”, explicou Bacai Sanhá, que referiu que a luta contra a pobreza “passa sobretudo pela promoção dos camponeses e das mulheres”.

Na Guiné-Bissau não há bancos que se dediquem ao crédito aos agricultores.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php