Em resposta ao Código Florestal, Marina Silva lança novo comité em defesa das florestas

Em resposta ao Código Florestal, Marina Silva lança novo comité em defesa das florestas

A ex-senadora e ex-candidata à presidência do Brasil, Marina Silva, apresentou ontem o seu novo projecto, o Comité Brasil em Defesa das Florestas e do Desenvolvimento Sustentável. “Temos de avançar e não retroceder nas conquistas que já tivemos”, explica Marina no seu site.

O comité conta já com 40 entidades – entre elas a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), CNBB, Conic, CUT, SOS Florestas, Instituto Ethos, ABI, Comité Intertribal – e conta com o apoio de personalidades como os actores Vítor Fasano, Cristiane Torlonie ou Letícia Sabatella, para além de parlamentares de diversos partidos.

Consulte o manifesto do documento.

Marina Silva voltou a criticar a violência contra as lideranças rurais, há anos praticada na região Norte. “Essas pessoas morreram em nome dessa legislação que corre o risco de ser revogada, [caso o Senado aprove o Código Florestal, assim como passou na Câmara]. As pessoas estavam vulneráveis, mas pelo menos a lei estava do lado delas”, explicou a ex-senadora e ex-Ministra do Meio Ambiente do Brasil.

“Devemos sair daqui para ir além da agenda de conversas com líderes, partidos e com a presidente Dilma Rousseff, para cumprir a agenda Um Milhão contra a Devastação”, explicou a responsável, que ainda espera recolher um milhão de assinaturas contra o texto do novo código.

“Tudo depende de uma sustentabilidade ética e política. Devemos fazer um esforço para dar sustentabilidade política aos senadores, para que mudem o projecto. Se não der, vamos dar sustentabilidade política para que a presidente Dilma o vete”, continuou Marina Silva. Dilma e Marina, recorde-se, foram vários anos colegas de Governo.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php