Milhares protestam em todo o mundo contra mega barragem na Amazónia

Milhares protestam em todo o mundo contra mega barragem na Amazónia

Milhares de activistas ambientais percorreram anteontem as ruas de dezenas de cidades de todo o mundo, protestando contra a construção da mega barragem de Belo Monte, na Amazónia.

Os ambientalistas, que já fizeram chegar uma mensagem à presidente brasileira, Dilma Rousseff, avisam que a barragem irá destruir o rio Xingu, para além de “violar regras ambientais e direitos humanos”. “Existe uma grande oposição da população local à construção desta barragem”, explica a Survival International.

O protesto chegou às ruas de países como Austrália, Canadá, Irão, México, Turquia, Estados Unidos, Dinamarca, França, Alemanha, Indonésia, Holanda, Noruega, Portugal, Escócia, Espanha, Taiwan, Turquia e País de Gales, de acordo com a Survival International, que explica ainda terem sido entregues cartas às embaixadas do Brasil em Berlim (Alemanha), Londres (Inglaterra), Paris (França) e Madrid (Espanha).

Leia o conteúdo dessas cartas.

“A barragem vai devastar largas áreas de terra, sendo que há várias tribos – algumas delas ainda não contactadas – que dependem destas para sobreviver”, pode ler-se na carta. Aliás, o próprio Ministério Público brasileiro alertou o Governo que “haverá uma considerável parte da biodiversidade que vai desaparecer”.

Sheyla Jaruna, porta-voz das tribos indígenas, realçou que estas não estão contra o desenvolvimento, mas “existem outras formas de gerar energia”. “Consideramos o rio como a nossa casa… se o Governo continua a insistir na barragem de Belo Monte haverá uma guerra”.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php