Itália: primeiro serviço de alta velocidade 80% detido por empresas privadas inaugurado ontem (com FOTOS)

Itália: primeiro serviço de alta velocidade 80% detido por empresas privadas inaugurado ontem (com FOTOS)

Foi ontem inaugurado o Nuovo Transporti Viaggiatori, um serviço ferroviário europeu de alto velocidade detido em 80% por empresas privadas (a SNCF, detida pelo Estado francês, tem 20% do consórcio), um projecto de €1000 milhões (R$2,4 mil milhões) e que tem como principal investidor Luca di Montezemolo, patrão da Ferrari.

Numa primeira fase, o comboio de alta velocidade vai ligar nove cidades: Turim, Milão, Bolonha, Florença, Roma, Nápoles, Salerno, Pádova e Veneza. As carruagens serão vermelhas e terão capacidade para 450 passageiros. O comboio vai atingir os 300 km/h (limite máximo por imposição legal, não tecnológica).

Os comboios foram construídos pela Alstom e têm uma inovação: dispensam as locomotivas. Cada carruagem tem um motor individual situado em baixo, o que permite uma maior arrumação de carga e de passageiros, ganhando 20% mais espaço do que o TGV.

O NTV terá como concorrente o Trenitalia, detido pelo Estado. O objetivo do novo investimento do dono da Ferrari, onde também participa a Banca Intesa San Paolo, é obter 25% do mercado de alta velocidade até 2014.

“Alcançar os escalões mais altos será fácil. Há clientes dispostos a pagar por bons serviços e do ponto de vista industrial eles têm um bom parceiro com experiência, a SNCF”, explicou Chiara Pelizzoni, analista ouvida pela Reuters. “O grande desafio será penetrar nas rotas regionais, onde é muito mais complicado fazer dinheiro e onde há mais regulação”, acrescentou.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

1 comment

  1. Maquiavel

    Interessante. Mas essa inovaçäo näo é inovaçäo nenhuma. Os ICE-3 alemäes desde 2000 dispensam as locomotivas, e cada carruagem tem um motor individual situado em baixo. Sim, desde 2000, há 12 anos. E por isso säo täo espaçosos e confortáveis. Com o nome de Siemens Velaro já andam há 2 ou 3 anos em Espanha a fazer Madrid-Barcelona.
    A inovaçäo é apenas para Itália… e França, onde estas AGV väo substituir os TGV.

Patrocinadores

css.php