Wrexham (País de Gales) junta-se a Abu Dhabi, Sacramento e Freiburg na liderança da energia solar

Wrexham (País de Gales) junta-se a Abu Dhabi, Sacramento e Freiburg na liderança da energia solar

A cidade de Wrexham (País de Gales), com uma média de três horas de sol por dia durante quatro meses, tornou-se este mês numa das principais líderes da energia solar, depois de ter instalado 30 mil painéis fotovoltaicos em mais de 3.000 casas.

Os painéis foram construídos na cidade, que tem uma das principais fábricas de painéis solares da Europa. A fábrica abriu em 2005 e emprega hoje mil pessoas.

“Os painéis têm crescido como cogumelos. Todos os têm, até a minha tia”, explicou ao Guardian Jackie Downward, que instalou oito painéis na sua casa dos anos 60. “Nunca me interessei por estas coisas de sustentabilidade, e havia quem dissesse que nunca haveria de pôr uma coisa destas no telhado. Mas acabaram por o fazer. Afinal, é uma conta de electricidade menor e empregos criados”, continuou Downward.

O investimento foi suportado pela cidade, que pediu €34 milhões (R$90 milhões) emprestados para os 5MW de energia solar, da marca japonesa Sharp. Segundo os autarcas, os inquilinos poderão esperar uma redução da sua conta de electricidade na ordem dos €250 (R$800) a €370 (R$960) ao ano.

Segundo a Sharp, esta encomenda criou 132 empregos e levou a um investimento da marca japonesa em Wrexham na ordem dos €53 milhões (R$137 milhões). Ou seja, foi um duplo investimento vencedor para a região, uma das mais pobres do Reino Unido – em sustentabilidade e empregos.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php