A roupa que conta a sua própria história

As nossas roupas preferidas têm sempre alguma história associada – seja as velhas calças de ganga com os joelhos gastos, pelas horas que passámos a jardinar, ou a camisa que usámos num primeiro encontro com a pessoa com quem acabámos por casar.

Mas onde fica a história da roupa antes de nos chegar às mãos e a usarmos nas circunstâncias acima referidas? Além de uma pequena etiqueta a dizer “Made in Indonesia” ou “Made in China”, raramente sabemos onde é que esteve, quem a fez ou de que forma se inspiraram para a criar.

Dar a conhecer estas informações é a aspiração da loja de vestuário online Of a Kind, nos Estados Unidos, que faz estabelecer uma ligação entre os clientes e os fabricantes. Trabalhando sob uma filosofia semelhante ao movimento alimentício Know your Farmer, o site tem como objectivo fazer com que “as pessoas sintam que estão a investir numa pessoa e não apenas a comprar um colar ou uma mala”, explica Erica Cerulo, presidente e co-fundadora do projecto.

A Of a Kind trabalha com designers que lhe dispensam pequenos lotes de roupa e acessórios que normalmente são feitos nos EUA e, muitas vezes, à mão. Juntamente com os produtos, o site permite conhecer os criadores e a sua história, o interior dos seus estúdios e os seus processos criativos.

Trazer rostos para a roupa – e mostrar todo o trabalho envolvido na concepção de um produto de qualidade – pode ser um passo fundamental para diminuir o consumo excessivo e as más práticas no mundo da moda. As histórias podem também ajudar os designers conscienciosos a sobreviver num mundo cheio de roupas baratas, feitas à custa da exploração dos mais indefesos.

Até agora, a abordagem parece estar a funcionar. De acordo com um inquérito feito no site, 85% dos clientes leu as histórias que acompanham os produtos. Muitos dos designers têm angariado distribuição internacional ou recebido encomendas de grandes nomes como Madewell, Anthropologie e Saks Fifth Avenue.

Apesar de parecer estar a seguir na direcção errada à da produção em massa, a Of a Kind está a pilotar uma real solução. Um ramo novo do site permite aos designers vender as suas colecções completas, o que pode gerar menos dores de cabeça do que comprar diferentes peças a criadores independentes.

Este projecto surge realmente no momento certo. Tal como o movimento da comida saudável, há um crescente desejo no circuito da moda de saber mais sobre a origem dos artigos.

A Of a Kind mantém os preços abaixo dos €381 (R$ 983), apesar de possivelmente serem ainda bem mais elevados do que aquilo que já nos habituámos a investir em roupa. Mas o valor compensa a tranquilidade de saber que estas peças não foram feitas por crianças reais em partes remotas do mundo.

“Adoramos uma pechincha, como toda a gente, mas também achamos que é muito importante para os clientes entenderem que, se um vestido custa €15 (R$ 39), alguém provavelmente está a ser explorado ao longo do processo”, diz Cerulo.

Visite a loja, conheça os seus criadores e garanta que faz a sua parte pela conquista de um mundo mais justo.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php