Cidade da Rússia quer matar cães e gatos para receber Jogos Olímpicos

Tendo como implausível argumento o da manutenção da cidade para receber os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014, a cidade de Sochi, na Rússia, anunciou que pretende exterminar mais de dois mil cães e gatos que vivem nas ruas do município.

Segundo explica o insuspeito Planeta Sustentável, o Governo local terá até aberto um concurso para escolher a empresa que se encarregará do serviço, mas nenhuma empresa concorreu. É que os activistas dos direitos dos animais e a própria população reagiram tão energeticamente – como se previa – que nenhuma empresa teve coragem de se candidatar.

Os activistas até contrapuseram com uma solução: se o que está em causa é manter a cidade limpa para os Jogos Olímpicos de Inverno, a solução passar por construir abrigos para animais na cidade e abrir um concurso para o serviço de castração dos animais.

Estas medidas, aliás, poderiam ser replicadas em qualquer grande cidade, continuam os activistas, uma vez que a quantidade de animais abandonados é tanta que ela está a tornar-se numa questão de saúde pública.

Para já, o Governo de Sochi parece ter voltado atrás – e aceite a ideia, mas os activistas prometem ficar atentos. É que no ano passado, antes do Euro 2012, várias cidades ucranianas utilizaram métodos bárbaros para matar cerca de sete mil cães vadios, por uma questão de saúde pública.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php