Comissão Europeia quer uniformizar métodos de avaliação de performance ambiental

Comissão Europeia quer uniformizar métodos de avaliação de performance ambiental

A Comissão Europeia quer uniformizar os métodos de avaliação de performance ambiental de produtos, serviços ou organizações, ao mesmo tempo que encoraja os Estados-membros e sector privado a elevá-los.

Em comunicado, a CE explica que há hoje uma grande confusão no que toca às avaliações de performance ambiental, sobretudo devido aos vários métodos utilizados na Europa – uns promovidos por Governos, outros por iniciativas privadas. O que está a confundir as empresas e, sobretudo, os consumidores.

Para além dos custos elevados que esta situação origina, há também a confusão em torno do tema, que torna difícil comparar produtos e serviços.

Segundo a CE, que se apoia no último Eurobarómetro sobre produtos verdes, 48% dos consumidores europeus está confuso pela grande quantidade de informação ambiental que recebe.

“Para aumentarmos o crescimento sustentável precisamos de garantir que os produtos mais eficientes e amigos do ambiente do mercado são conhecidos e reconhecidos. Ao dar à pessoas informações correctas e compará-las sobre o impacto ambiental de certos produtos estamos a ajudá-las a escolher”, avançou o Comissário do Ambiente, Janez Potocnik.

A proposta avança já com dois métodos para medir a performance ambiental, o PEF (Product Environmental Footprint) e o OEF (Organisation Environmental Footprint). A CE recomenda um período de três anos de testes para perceber qual o melhor método, pelo que está a pedir a todos um feedback transparente.

Numa segunda fase será construída uma avaliação muito extensiva dos resultados de três anos de testes e serão feitas ajustes indispensáveis para os viabilizar.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php