Kolmanskop: uma cidade engolida pela areia (com FOTOS)

Kolmanskop: uma cidade engolida pela areia (com FOTOS)

Fundada no início do século XX, quando foram descobertos diamantes no deserto, a cidade de Kolmanskop foi a casa de milhares de mineiros alemães, que procuraram aqui, na Namíbia, a sua fortuna.

A cidade foi abandonada em 1954 mas continua presente, de tempos a tempos, em vários meios de comunicação social. A razão? A sua aura fantasmagórica, com casas desertas e invadidas pela areia.

Hoje, Kolmanskop está novamente na ribalta, sendo visitada por fotógrafos e turistas, sedentos de história mas também um pouco de natureza. A cidade está a ser engolida pelo deserto, dando-lhe um ar de história que não corresponde exactamente à sua época.

“Embora o seu estado de isolamento – ou, talvez, por causa dele – Kolmanskop foi um pequeno oásis de cultura alemã, com entretenimento e muita animação”, explicou a autoridade de turismo da Namíbia. Este oásis, claro, deu-se no início do século passado.

Para preservar parte do seu passado, a empresa de diamantes De Beers construiu um museu, em 1980, dedicado unicamente a esta metrópole antiga.

Nos tempos áureos, Kolmanskop tinha um hospital, salão de festas, central de energia, escola, teatro, centro desportivo e fábrica de gelo.

Estas são algumas das fotos actuais.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php