Londres: resíduos de cozinha vão gerar energia para 40 mil casas

Londres: resíduos de cozinha vão gerar energia para 40 mil casas

Todos os dias, cerca de 30 toneladas de gordura proveniente de fritos e outros alimentos serão recolhidas dos restaurantes, bares, cafés e empresas de Londres e encaminhadas para aquela que será a maior central de energia de resíduos de gordura do mundo.

Segundo o The Guardian, o projecto está a ser implementado pela Thames Water e pela empresa de energia verde 2OC e tem a duração de 20 anos. O investimento ronda os €235 milhões (R$ 607 milhões).

Para além de gerar energia através de óleos alimentares e outros resíduos gordurosos, o projecto irá evitar que dezenas de toneladas de gordura vão parar aos esgotos. Todos os anos, a capital britânica efectua 40 mil desbloqueamentos de esgotos directamente relacionados com este fenómeno.

“É um projecto win-win”, avança o The Guardian.

As gorduras alimentares serão responsáveis por mais de metade do combustível necessário para a central funcionar. O restante será gerado a partir de resíduos de óleo vegetal e gordura animal.

A central será construída em Beckton e está avaliada em €82 milhões (R$ 212 milhões). Vai começar a trabalhar em 2015 e irá produzir 130 GWh/ano de electricidade renovável, o suficiente para gerar energia para 40 mil casas.

“Isto é bom para nós, para o ambiente e para a Thames Water e os seus consumidores”, avançou Andrew Mercer, CEO da 2OC. A nossa energia renovável e calor [gerado] por resíduos de óleo e gorduras é totalmente sustentável. Quando a Thames não precisar da nossa produção, ele ficará disponível para a rede, ou seja, será gerado e utilizado em Londres e pelos londrinos”, concluiu.

Foto: Sob licença Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php