Novo nanomaterial produz electricidade, hidrogénio e água potável

Novo nanomaterial produz electricidade, hidrogénio e água potável

Investigadores de Singapura desenvolver um novo nano material capaz de produzir electricidade, hidrogénio e até mesmo água potável. O material, conhecido como Dióxido de Titânio Multiusos, também se pode transformar em células solares flexíveis e duplicar a vida útil de baterias de iões de lítio.

A criação está a ser desenvolvida por cientistas da Universidade Tecnológica de Nanyang. É feita através da conversão de cristais de dióxido de titânio em nano fibras que podem ser transformadas em membranas flexíveis com filtro. Quem tem um papel especial a desempenhar no meio de tudo isto é o dióxido de titânio – que é barato, abundante e tem a capacidade de acelerar as reacções químicas e ligar-se facilmente com a água.

Justamente por se poder ligar à água, o material pode vir a servir como uma membrana de osmose de alto fluxo capaz de a dessalinizar. Mas, segundo o Inhabitat, esta é apenas uma das suas muitas características.

Além de gerar água potável, o material pode também produzir hidrogénio, quando exposto à luz solar. Também pode ser transformado em células solares flexíveis e baratas usadas para gerar electricidade. E mais: contendo propriedades destruidoras de bactérias, o material pode ainda ser usado em novas gases e pensos antibacterianos.

“Enquanto não existe uma bala de prata capaz de resolver dois dos maiores desafios do mundo – energia renovável barata e oferta abundante de água potável –, surge a nossa membrana multiusos, com as suas nano partículas de dióxido de titânio a serem um catalisador fundamental na descoberta de tais soluções”, disse o investigador Darren Sun.

“Com o nosso nano material único esperamos ser capazes de ajudar a converter os resíduos de hoje nos recursos de amanhã, tal como água potável e energia.”

 

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php