Pantera órfã criada em cativeiro foi libertada na natureza

Pantera órfã criada em cativeiro foi libertada na natureza

Uma pantera em perigo, na Florida, resgatada quando ainda era uma pequena e criada em cativeiro, regressou à natureza. O felino de dois anos de idade começou por espreitar para fora da caixa – que viajou do nordeste da Florida até Palm Beach County – até se lançar sem receios para a Rotenberger Wildlife Management Area.

Apenas cerca de 160 panteras da Florida permanecem na área, sendo que é muito raro um grande felino ser mantido em cativeiro e depois libertado no habitat natural. O animal faz parte de um grupo de 15 panteras que serão lançadas de volta à vida selvagem depois de terem estado ao abrigo do White Oak Conservation Center, em Yulee.

“Vê-lo a correr livremente para a floresta faz com que tudo valha a pena”, disse Dave Onorato, cientista da Florida Fish and Wildlife Conservation Commission.

A pantera macho e a sua irmã foram resgatados pelas autoridades da vida selvagem em Setembro de 2011, em Collier County, depois de a sua progenitora ter sido encontrada morta. Foram assim criadas no centro desde os cinco meses de vida.

“Tê-lo na natureza com potencial para contribuir para o sucesso reprodutivo é realmente o que precisamos para a recuperação da pantera”, disse Onorato.

Os irmãos foram criados em zonas cercadas na floresta que rodeia o centro no nordeste da Flórida. A interacção com humanos era extremamente limitada, deixando as panteras aprimorar os seus instintos de caça com coelhos, tatus e veados. Assim que cresceram o suficiente para se tornarem capazes de matar animais maiores, considerou-se que estavam prontos para regressar à vida selvagem.

A pantera fêmea foi libertada em Collier County, em Fevereiro. Tal como o irmão, está a usar uma coleira que permite aos investigadores acompanhar os seus movimentos. O objectivo é que seja capaz de ter a sua própria ninhada.

Para o macho, as expectativas não são tão altas – espera-se que consiga sobreviver pelo menos um ano num cenário que é extremamente competitivo. Os jovens machos facilmente são atacados e mortos pelos adultos, determinados em defender o seu território.

A opção passou por libertá-lo em Palm Beach County, área onde se julga que existam menos panteras macho.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php