Tudo sobre a parceria entre Sonae e EDP para a energia solar (com ENTREVISTA)

Tudo sobre a parceria entre Sonae e EDP para a energia solar (com ENTREVISTA)

Em Fevereiro, a Sonae e a EDP anunciaram o maior investimento em minigeração solar fotovoltaica em Portugal, um projecto que está a colocar mais de 15 mil painéis solares fotovoltaicos nos telhados de 46 hipermercados Continente.

A iniciativa irá produzir 125 GWh de energia limpa de origem solar, ao longo dos próximos 25 anos, evitando assim a emissão de mais de 42 mil toneladas de CO2.

O Green Savers falou com José Fortunato, administrador da Sonae MC, que nos explicou o projecto pormenorizadamente. Leia a entrevista.

Como surgiu a oportunidade de se unirem à EDP para trabalhar a energia solar fotovoltaica? De quem partiu a ideia e quais os primeiros passos dados para a concretizar?

A política de sustentabilidade da Sonae prevê uma aposta na eficiência energética e nas energias renováveis como forma de desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, há vários anos que a Sonae procurou desenvolver a produção de energias renováveis nas suas lojas, contribuindo para uma economia mais sustentável e para um reforço das suas boas práticas ambientais.

A parceria com a EDP nasceu da conciliação dos objectivos das duas companhias, juntando a preocupação com a eficiência energética e ambiental da Sonae ao desejo da EDP de promover energias limpas. Há várias décadas que a Sonae e a EDP têm relações estreitas entre si, sendo esta mais uma iniciativa relevante que traduz o trabalho em parceria que a Sonae procura promover.

Das 46 centrais, apenas faltam instalar seis. Quando arrancou o projecto? As 40 centrais instaladas já estão em funcionamento?

A Sonae MC tem 88 centrais instaladas nas suas lojas, que são operadas directamente ou através de parcerias. O acordo com a EDP engloba 46 unidades, das quais, neste momento, 45 estão instaladas e 38 já estão em funcionamento.

Qual o investimento total alocado?

As centrais envolvidas no acordo entre a Sonae e a EDP representam um investimento de quase €10 milhões, dos quais €6 milhões a realizar pela EDP nos equipamentos e €3,5 milhões pela Sonae na criação das infraestruturas de base.

Quanto poupará a Sonae em electricidade, por mês, com este projecto?

Há poupanças importantes, mas que estão integradas num conjunto mais vasto de iniciativas. Há mais de uma década que a Sonae, nomeadamente na área de retalho, tem vindo a desenvolver um conjunto de iniciativas conducentes à racionalização dos seus consumos de que é exemplo o projecto TREVO, o qual possibilitou uma redução de consumos, em 2012, de 8,6%, numa base de lojas comparáveis, o que correspondeu a uma poupança anual de 29 GWh.

Esta poupança será reinvestida em algum projecto ligado à sustentabilidade?

As poupanças e ganhos de eficiência que a Sonae obtém na sua actividade são canalizados para oferecer os melhores preços e os melhores produtos aos nossos clientes, bem como para redistribuir valor pela comunidade. Por exemplo, em 2012 as actividades de retalho da Sonae ofereceram €425 milhões de descontos em cartão e talão aos seus clientes. E a Sonae continuou a apoiar instituições em todo o País, promovendo a educação, o empreendedorismo, a inovação, a cultura, a saúde e desporto, entre muitas outras áreas.

Porque razão decidiram realizar este investimento em parceria com a EDP – e não concentraram todo o processo internamente?

A Sonae procura inovar e desenvolver projectos geradores de mais-valias para todos os seus stakeholders, nomeadamente através de parcerias. Nesse sentido, o acordo com a EDP demonstrou ser o mais adequado e aquele que melhor contribuía para alcançar os objectivos de ganhos de eficiência energética e fomento das energias renováveis.

Que hipermercados irão receber estas coberturas?

O projecto envolve 46 lojas Continente Modelo em todo o País.

Dentro de 15 anos, quanto poupará a Sonae na factura de electricidade – em relação aos números actuais?

Não é possível dissociar a aposta nas energias renováveis das medidas de eficiência energética, pelo que uma avaliação será sempre feita em conjunto. Acreditamos que vai ser possível poupar alguns milhões de euros, tendo por base o resultado do programa TREVO que, nos últimos três anos, permitiu poupar €4 milhões em energia na área de retalho alimentar da Sonae.

A Sonae já tinha 23 centrais fotovoltaicas nas suas instalações. Onde?

Em lojas espalhadas por todo o País.

Possuindo a Sonae outros equipamentos e infra-estruturas, para além dos hipermercados Continente, existe a possibilidade do projecto ser replicado noutras áreas/zonas?

A Sonae promove a adopção de energias renováveis e de medidas de eficiência energética em todas as suas áreas de negócio, existindo já vários projectos implementados nesse sentido. Vamos continuar a estudar possibilidades adicionais nesta área.

A Sonae passa a ser a sexta retalhista europeia na produção fotovoltaica em minigeração. As vossas instalações fora de Portugal já apostam nos painéis solares?

O desenvolvimento destes projectos está dependente, em parte, da detenção da propriedade das instalações. No caso da internacionalização, tem sido privilegiado o arrendamento de espaços, o que dificulta a implementação de painéis solares.

Em termos percentuais, quanta mais energia renovável para a rede significa este investimento, a nível global?

A produção de energia renovável nas lojas da Sonae ascende a 6 GWh/ano, sendo que em ano cruzeiro pode chegar a 6,3 GWh/ano.

Esta é a segunda parceria entre EDP e Sonae nos últimos meses. É para continuar? Em que áreas/projectos? 

A Sonae está sempre disponível para avaliar oportunidades de colaboração, pelo que dependerá dos méritos dos projectos.

Que outros projectos ligados à sustentabilidade estão a ultimar?

A Sonae promove um vasto conjunto de iniciativas na área do desenvolvimento sustentável, que englobam o apoio à comunidade, o desenvolvimento do capital humano e as melhores práticas ambientais. Em 2013 vamos continuar a procurar ganhos de eficiência e a promover a geração de energia através de fontes renováveis, cumprindo a nossa missão de desenvolvimento sustentável.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php