União Europeia pressionada a desenvolver estratégia para alterações climáticas

É urgente que a União Europeia desenvolva uma estratégia global para o clima, segundo um novo relatório que indica que as alterações climáticas podem levar à redução de produção alimentar e criar problemas na sociedade europeia.

O estudo, publicado pela Reuters e que foi desenvolvido pela própria Comissão Europeia, analisa o impacto das recentes secas e inundações no continente. A União Europeia terá de tomar medidas que prevejam a falta de alimentos e energia, devido a estes novos padrões de alterações climáticas.

“Não agir ou atrasar a acção poderá pressionar a coesão da União Europeia”, avança o relatório. “Os impactos das alterações climáticas irão também aumentar as diferenças na UE”.

O relatório avisa ainda que este é o “momento oportuno” para esta viragem, incluindo planos para defesa contra inundações, gestão de água, rede de transportes e prédios mais robustos.

Cada euro (R$ 2,6) investido nestas áreas, diz o estudo, pode poupar €6 (R$ 15,6). O custo da não adaptação, até 2020, pode custar €100 mil milhões (R$ 260 mil milhões) – e €250 mil milhões (R$ 654 mil milhões) até 2050.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php