Amizade entre octogenária japonesa e gato vadio dá origem a best-seller (com FOTOS)

Amizade

Em 2003, uma gata vadia deu à luz um gatinho branco no celeiro de Misao Ihara, uma idosa japonesa. Rapidamente, o pequeno animal foi adoptado por Misao e tornaram-se amigos inseparáveis.

O pequeno animal foi chamado de “Fukumaru” na esperança de que o deus da sorte (fuku, em japonês) viesse e tudo se tornasse melhor (maru). Desde que o pequeno gato foi adoptado em 2003, a neta de Misao, a fotógrafa Miyoko Ihara, que vive com a avó, começou a documentar a relação entre a idosa e Fukumaru. As fotos deram origem a um livro, que é um best-seller no Japão e foi bem recebido nos Estados Unidos.

Apesar dos seus 88 anos, Misao ainda é bastante activa e vai todos os dias para a sua pequena quinta em Chiba. Fukumaru é uma presença constante, ajudando com as tarefas.

“Em parte, porque são um pouco surdos, a minha avó e o Fukumaru estão sempre a cuidar um do outro. São muito próximos”, afirma Miyoko, citada pelo Huffington Post. “O Fukumaru é tão feliz ao lado da minha avó. Quando tiro uma foto dos dois é como se me estivesse a fotografar em pequena”.

O projecto fotográfico intitula-se “Misao, a Grande Mãe e Fukumaro, o Gato”. Misao acredita que o sucesso do livro da neta se deve à tranquilidade que é retractada nas fotografias. “Quando vejo a maneira como a minha avó vive a vida sinto realmente que ela tem um tipo de força que a minha geração não consegue igualar. Ela levanta-se com o sol e vai para a cama quando ele se põe. Adora o gato e os vegetais que cultiva na quinta como se fossem filhos”, conta Miyoko.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php