Borboleta-monarca foi a estrela das negociações entre EUA, México e Canadá

Borboleta-monarca foi a estrela das negociações entre EUA, México e Canadá

Quando os líderes dos Estados Unidos, México e Canadá se encontram, na semana passada, para a sua cimeira anual, vários temas estiveram em cima da mesa, muitos deles habituais nas conferências da Nafta (North American Free Trade Agreement): integração das trocas comerciais, aumento da competitividade e investimento em infra-estruturas comuns.

Este ano, porém, a estrela da cimeira foi a borboleta-monarca, avança o Financial Times. “Uma das propostas mais concretas teve como pano de fundo a melhor forma para proteger a borboleta-monarca, uma espécie nativa dos três países e cuja migração para o México, dizem os ambientalistas, está em perigo devido aos tóxicos usados na agricultura moderna”, explicou o jornal.

Segundo o FT, vários ambientalistas e académicos pediram aos três líderes acções concretas para proteger esta espécie, argumentando que os pesticidas utilizados nos organismos geneticamente modificados têm dizimado o habitat de reprodução da borboleta-monarca nos Estados Unidos.

“Decidimos criar um grupo de trabalho tri-nacional para preservar a borboleta-monarca”, explicou Enrique Peña Nito, presidente do México.

A borboleta-monarca faz uma migração de 4.800 quilómetros todos os anos, desde os prados do Canadá e Estados Unidos até às montanhas vulcânicas do México central, onde cobrem pinheiros por completo.

Mas esta sua população decresceu dos 1,1 mil milhões, em 1996, para 33 milhões, este ano.

Foto:  puuikibeac / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php