GPA Portugal apresenta novas categorias ligadas ao consumo e cidades sustentáveis

GPA Portugal apresenta novas categorias ligadas ao consumo e cidades sustentáveis

Consumo Sustentável e Cidades Sustentáveis são dois dos temas que estarão em destaque na 7.ª edição do Green Project Awards Portugal (GPA), através da criação de duas novas categorias específicas, acabou de anunciar a organização do projecto – a consultora de Public Engagement GCI, a Quercus e a Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

Assim, a categoria de Cidades Sustentáveis pretende premiar projectos que tenham produzido impacto positivo no ecossistema urbano, no sentido de melhorar o metabolismo das cidades e a qualidade de vida dos seus habitantes. Paralelamente, esta nova categoria irá promover o desenvolvimento dos centros urbanos ao nível das várias dimensões da sustentabilidade (económica, social e ambiental).

Para esta categoria, a organização GPA decidiu criar um Advisory Board, de modo a poder auscultar profissionais de diferentes sectores e áreas que possam contribuir para a definição dos objectivos desta nova categoria e critérios de avaliação a considerar. Este comité é composto por Fernando Nunes da Silva, ex-vereador da Câmara Municipal de Lisboa, Jorge Vasconcelos, Presidente da Associação Portuguesa do Veículo Elétrico e João Ferrão, investigador coordenador do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

“O GPA está já no sétimo ano e temos 30 parceiros. Estabilizámos nas 200 inscrições por ano”, explicou hoje Nuno Sequeira, presidente da Quercus, na apresentação do projecto. “Vamos passar a ter três categorias fixas e quatro móveis, que mudam todos os anos”.

Uma delas é a nova categoria Consumo Sustentável, que tem o objectivo de distinguir iniciativas provenientes de toda a sociedade civil e que tenham estimulado a adopção colectiva de novas práticas de consumo, levando a mudanças nos estilos de vida dos consumidores. Para esta categoria foram convidados, como advisers, Ana Isabel Trigo Morais, directora-geral da APED, Vasco Colaço, Presidente da DECO e Luísa Schmidt, Investigadora principal do Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa.

Ao longo de 2014, o GPA pretende também criar grandes momentos de debate e reflexão sobre os temas mais prementes para o desenvolvimento sustentável, através da criação de um ciclo de conferências em torno de temas como o Consumo Sustentável, a Economia Verde ou o “Capital Natural”, que fomentará o debate em torno de áreas como a agricultura, mar, floresta e biodiversidade.

Presente em Portugal, Brasil e Cabo Verde, o GPA já recebeu mais de 1.000 candidaturas e reconheceu mais de 60 projectos. Em 2014, o GPA pretende ainda chegar a Angola e Moçambique.

Desde a sua criação em 2008, o GPA tem vindo a distinguir o mérito dos projectos que têm contribuído para promover a partilha de boas práticas que fomentem o empreendedorismo, a inovação, o desenvolvimento sustentável e a economia verde.

A 7ª edição do Green Project Awards é patrocinada pela Adene – Agência para a Energia, Águas de Portugal, Caixa Geral de Depósitos, Continente, Dalkia, Lipor, REN e Sociedade Ponto Verde.

Foto: Thomas Rousing / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php