Investigadores portugueses colocam painéis solares nas fachadas dos prédios do futuro (com VÍDEO)

Investigadores portugueses colocam painéis solares nas fachadas dos prédios do futuro (com VÍDEO)

Os prédios da Avenida dos Estados Unidos da América, em Lisboa, poderão ter servido de inspiração, mas um dos mais recentes trabalhos de investigação da Faculdade de Ciências de Universidade de Lisboa (FCUL) terá um alcance que ultrapassa as fronteiras deste bairro da capital portuguesa.

O projecto partiu de um objectivo principal: avaliar a importância das fachadas dos prédios na produção de energia para as cidades. “Numa cidade, os prédios são mais altos que largos e há muita área disponível nas fachadas”, frisou ao Economia Verde Miguel Brito, da FCUL.

Segundo o Economia Verde, os investigadores desenvolveram vários testes, avaliando a produção isolada de energia fotovoltaica nos telhados e nas fachadas dos prédios – mas também das duas ao mesmo tempo. “Um dos cenários mostra que os telhados não são, só por si, suficientes para colmatar as necessidades energéticas. No entanto, com a ajuda das fachadas, este objectivo fica mais fácil”, argumentou Sérgio Guimarães, estudante da FCUL e participante no projecto.

A investigação concluiu que os painéis solares nas paredes dos prédios podem duplicar a produção de energia fotovoltaica. “Num edifício como os da FCUL conseguimos ter 50% mais de energia solar se aproveitarmos as fachadas”, explicou Miguel Brito.

Para já, a ideia está apenas a ser estudada, sendo que a equipa de investigadores tem a noção de que o projecto poderá ter de esperar alguns anos até ser uma realidade nas nossas cidades. E há três grandes desafios para ultrapassar esta barreira temporal: mudar a mentalidade das pessoas e consumidores; diminuir o preço dos painéis solares e integrar os painéis solares na arquitectura dos edifícios.

Veja o episódio 198 do Economia Verde.

Foto:  James Cridland / Creative Commons

 

Deixar uma resposta

1 comment

  1. Gostaria de dizer que a empresa de energias renováveis, Futursolutions, foi pioneira em Portugal e em 2010 realizou uma obra de integração de painéis solares fotovoltaicos na fachada do edifício da Câmara Municipal de Proença A Nova.

Patrocinadores

css.php