Reino Unido: linhas ferroviárias fechadas há 50 anos podem ser alternativas à linha destruída pelo mau tempo

Reino Unido: linhas ferroviárias fechadas há 50 anos podem ser alternativas à linha destruída pelo mau tempo

O mau tempo que tem afectado a Inglaterra, nomeadamente a costa sul do país, já causou vários milhões de prejuízos e obrigou à evacuação de centenas de habitações. Um dos prejuízos contabilizados é a linha que liga Exeter a Plymouth, que ficou destruída na localidade de Dawlish.

Neste local, a linha ferroviária passa mesmo junto ao mar – linha é conhecida e apreciada pela sua vista – e as ondas gigantes provocadas pelo mau tempo dos últimos tempos arrancaram troços da linha. A Network Rail, empresa que gere as linhas ferroviárias britânicas, já avisou que a linha poderá ficar inoperacional durante várias semanas, já que os trabalhos de reparação poderão ser demorados e só poderão ser iniciados quando o mau tempo acalmar.

Embora a recuperação da linha esteja já em curso, com os peritos no local a avaliarem a extensão dos estragos – o Governo inglês anunciou já que o exército será chamado a ajudar na reconstrução da linha -, o Executivo encomendou já um estudo às alternativas a esta linha, que cada vez mais frequentemente é posta em risco.

Em cima da mesa estão duas alternativas de €120,4 milhões (R$390 milhões): a reactivação de duas linhas abandonadas há mais de 50 anos. Uma das opções é o troço de 24 quilómetros, da antiga linha de Teign Valley, que liga Exeter a Newton Abbott, que foi encerrada em 1958, refere o Daily Mail. Esta opção significaria que os comboios deixariam de passar por Dawlish e Teignmouth.

Outra alternativa seria ainda mais cara, devido às obras necessárias de reparação, seria a reactivação da Southern Railway, que liga Exeter a Plymouth por um trajecto diferente, mais a norte e mais longo. Esta opção faria com que os comboios deixassem de passar por Dawlish, Teignmouth, Torbay, Totnes ou Ivybridge. Ambas as opções são bastantes dispendiosas e controversas, já que estas localidades iriam perder os seus serviços.

Tal como no Reino Unido, também em Portugal existem vários troços ferroviários abandonados. Alguns foram transformados em ecopistas pelas autoridades locais. Outros estão simplesmente abandonados. Actualmente existe apenas uma linha principal, que liga o Porto a Lisboa e Lisboa a Faro.

Um local onde poderia acontecer uma situação semelhante é na zona de Espinho, onde a linha passa junto à praia, sendo que é uma das partes do troço com a vista mais bonita. Se acontecesse uma destruição semelhante à do sul de Inglaterra, também Portugal poderia ser obrigado a reactivar as linhas desactivadas ou ficaria sem ligação de norte a sul, tanto para passageiros como mercadorias.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php