Sustentabilidade: comércio pode contribuir para a mudança de comportamentos

Sustentabilidade: comércio pode contribuir para a mudança de comportamentos

O comércio tem um factor de proximidade com o consumidor e, por isso, pode contribuir para a sua mudança comportamental, no sentido de um maior apelo ao consumo sustentável. Esta foi a principal ideia defendida pela directora-geral da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED) durante a primeira conferência GPA de 2014, dedicada às cidades sustentáveis.

“O consumidor português é sensato”, frisou Isabel Trigo Morais. “O consumo sustentável é fundamental para o sector da distribuição, por isso o factor de proximidade do comércio pode contribuir para esta mudança comportamental”, avançou a responsável.

Nas cidades sustentáveis, um dos grandes pilares será o da tecnologia. De acordo com Miguel Moreira, administrador da Portugal Telecom (PT), esta pode “responder muito bem” aos desafios das cidades do futuro, quer ao nível da melhoria das condições de vida ou eficiência dos recursos. Aqui, o gestor dá um exemplo.

“Existe uma gritante má utilização dos recursos. A taxa média de ocupação de escritórios, em todo o mundo, é de 50%. Eles estão lá, custaram milhões, consomem energia, recursos e estão semi-vazios. A tecnologia pode ajudar a acabar com isto”, explicou.

O administrador da PT deu outro exemplo: a ausência de estratégias de teletrabalho nas empresas. “O chamado commute to compute é ridículo. Nas cidades, há pessoas que se deslocam 30 quilómetros todos os dias para ficarem horas em frente ao computador. Elas podiam estar a fazer o seu trabalho muito mais perto de casa”, explicou.

“Isto não faz sentido. Essa pessoa vai poluir, vai deslocar-se de carro e contribuir para o trânsito… a tecnologia pode ser uma ferramenta fundamental para melhorar a vida das pessoas que vivem nas cidades e reduzir os custos das empresas”, concluiu Miguel Moreira.

O debate reuniu ainda o presidente da Águas de Portugal, Afonso Lobato Faria, e o administrador-delegado da Dalkia, José Melo Bandeira. Pode ler as principais conclusões dos dois gestores neste link.

Comentários (Facebook):

Patrocinadores

css.php