Voos low cost e carros colocam TGV francês no vermelho

Voos low cost e carros colocam TGV francês no vermelho

Embora seja emocionante viajar através da paisagem rural a grandes velocidades, a situação económica de França leva a que menos pessoas estejam dispostas a pagar grandes quantias para viajar na rede do Train à Grande Vitesse (TGV).

De acordo com o Quartz, a SNCF, a companhia pública que gere a rede ferroviária francesa, entrou no vermelho em 2013, ao registar prejuízos líquidos de €180 milhões, o que compara com o lucro registado em 2012, cerca €376 milhões. Os resultados negativos do ano transacto devem-se principalmente a uma desvalorização acentuada de €1,4 mil milhões no valor da rede ferroviária de alta velocidade.

“O TGV não é suficientemente rentável para cobrir os custos de manutenção e renovação da sua frota”, admitiu a SNCF. Outros factores que contribuem para a fraca adesão e prejuízos do TGV são os voos low cost e os carros, que actualmente se constituem como alternativas mais económicas ao TGV.

Para este ano, a SNCF espera uma “ligeira melhoria”, mas o volume de passageiros do TGV deverá continuar a cair. Para impulsionar as receitas, as divisões de infra-estruturas e serviços estão a planear projectos fora de França.

Foto:  8Uhr / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

1 comment

  1. Luis

    Para bom entendedor, isto significa que para aumentarem as suas receitas, os franceses vão tentar impingiro TGV aos otários que conseguirem…. por exemplo os portugueses!!! Enquanto a troica cá estiver estamaos a salvo, mas depois ficamos entregues à bicharada, vulgo polítocos portugueses.
    Qual é o político que resiste a introduzir o TGV em Portugal? Só querem é obra feita para encher o olho do zé povinho!
    Toda a gente sabe que os estudos de viabilidade destes projectos em Portugal só são positivos porque assentam em previsões de procura irrealistas!!!!

    Abram os olhos porque eles estão mortinhos por começarem a gastar o que não temos! Os portugueses nunca estarão dispostos a pagar fortunas por um bilhete de comboio.

    Estes projectos são buracos sem fundo como as autoestradas PPP. Quem vai ganhar são sempre os mesmos: os grandes grupos construtores com ligações à política e os políticos que agora aprovam estes projectos e amanhã vão ocupar cargos nos ditos grupos.

    Abram os olhos, porque eu não quero que os meus filhos tenham de pagar pelas imbecilidades que nós permitimos que esses corruptos façam hoje em dia!!!

Patrocinadores

css.php