Astronautas criam sistema que prevê impacto de asteróides na Terra (com FOTOS)

O Planeta Terra

Dois astronautas – Ed Lu e Rusty Schweickart – criaram a B612 Foundation com o intuito de encontrarem uma maneira de acabar com os impactos perigosos de asteróides na Terra. Ao observarem a fragilidade do nosso planeta do espaço, compreenderam melhor os perigos que a Terra corre e decidiram fazer algo para o proteger.

Os impactos de asteróides com as proporções de bombas nucleares não são particularmente raros. Usando um sistema que foi concebido para detectar explosões nucleares e triangular o seu tamanho e localização, é possível saber quantos asteróides de grande dimensões atingiram a Terra nos últimos anos, refere o Tree Hugger. O mapa criado pelos dois astronautas apresenta as colisões desde 2000.

A fundação criada pelos dois astronautas ambiciona ainda lançar um telescópio espacial de infravermelhos, chamado Sentinel. O objectivo deste telescópio é fornecer informação com antecipação sobre os asteróides em rota de colisão com a Terra, para que seja possível desviar a rota do corpo celeste ou fazer os possíveis para minimizar o impacto da colisão.

O Sentinel assume-se como uma missão de mapeamento e descoberta. Ao mapear o desconhecido do interior do sistema solar, ele poderá ser o primeiro passo para proteger a Terra dos impactos dos asteróides, abrindo uma nova fronteira de descobertas.

Através de raios infra-vermelhos, o sistema irá descobrir mais de 20 mil asteróides nos primeiros meses de operação – mais do que todos os outros telescópios descobriram nos últimos 30 anos. Nos 6,5 anos seguintes, ele irá localizar e seguir a trajectória de mais de 90% dos asteróides com mais de 140 metros.

O Sentinel demorará quatro anos a ser construído, devendo ser lançado entre 2017 e 2018. Veja algumas das magníficas fotos disponibilizadas pelo projecto.

Foto:  B612 Foundation / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php