Brasil: empresa que contaminou rios condenada a fornecer água e alimentos a famílias impactadas

Poluição no rio Este

A Imerys Rio Capim Caulim, mineradora responsável pela contaminação dos rios Cururuperê e Dendê, no Pará, Brasil, vai ter de fornecer água e cestas básicas de alimentos a todos os prejudicados pela tragédia. Segundo a Folha de São Paulo, a Justiça Federal do Pará entendeu que a Imerys foi responsável por dois vazamentos que deixaram as águas dos rios sem condições de utilização, devido à contaminação pelo mineral caulim.

A área atingida pelo minério pertence á marinha brasileira, sendo que a quantidade de famílias impactadas pela contaminação não foi informada.

O caulim é um minério de cor branca, utilizado em diversos sectores industriais – sobretudo o do papel.

Agora, a Imerys terá de fornecer 80 litros de água por mês às famílias prejudicadas, e uma bolsa de €25 (R$ 77). O valor da alimentação será aumentado em €11,5 (R$ 35) por dependente menor de idade, até ao valor máximo de €85 (R$ 262).

As prestações mensais às famílias serão mantidas até que a Imerys demonstre, por estudos técnicos, que os rios impactados regressaram às suas características naturais.

Recorde-se que, no final de Abril, o rio Este, em Braga, foi vítima de um descarregamento de 20 latas de 15 litros de tinta branca. A tinta terá sido descarregada, acidentalmente, pela loja AKI. Veja algumas das fotos do Este.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php