Cães são quatro vezes mais eficientes a detectar o cancro da próstata

Cães são quatro vezes mais eficientes a detectar o cancro da próstata

Os cães são quase quatro vezes mais eficientes na detecção do cancro da próstata que os métodos tradicionais. Os Cães de Detecção Médica identificaram a doença com precisão em 90% dos casos, revela um novo estudo. Por contraste, os testes tradicionais indicam frequentemente falsos positivos – três em casa quatro resultados positivos revelam-se posteriormente negativos, mas acabam por resultar em testes invasivos desnecessários.

Os cães treinados para a detecção do cancro conseguem identificar as células cancerígenas em amostras de urina. Estes animais são treinados numa organização sem fins lucrativos do Reino Unido.

Ao longo dos anos, vários milhares de euros foram investidos para financiar o desenvolvimento dos testes de detecção cancerígena convencionais. Contudo, foram poucas as melhorias registadas. “Houve um grande gasto de recursos, sem mencionar o stress causado nos pacientes. Além disso, os cães detectores são uma alternativa que apresenta resultados satisfatórios de forma consecutiva”, afirma Claire Guest, directora da associação que treina os animais.

“Os cães conseguem detectar o cheiro numa diluição de uma parte por milhão. O seu olfacto superior é reconhecido. Porquê então a relutância em abraçar esta tecnologia comprovada?”, indaga Guest. Contudo, com o passar do tempo, esta nova tecnologia de detecção do cancro da próstata está a ganhar maior interesse e a associação foi já convidada pela Câmara dos Lordes do parlamento britânico a apresentar o trabalho.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php