Japão: comboio mais rápido do mundo deve estar a circular em 2027

Japão: comboio mais rápido do mundo deve estar a circular em 2027

Depois de ter inventado o comboio de alta velocidade, o Shinkansen, o Japão volta a inovar nos transportes férreos e desenvolveu um novo comboio que circula não em carris mas através de levitação magnética. O novo comboio com a tecnologia “L-zero” deverá estar a operar em 2027 e os testes públicos vão começar já em Novembro deste ano.

Os testes vão ser operados entre a ligação de 286 km Tóquio-Nagoya, a terceira maior cidade nipónica. O novo comboio vai permitir reduzir o tempo de viajem entre as duas cidades para 40 minutos e poderá atingir velocidades de 500km/h. Os comboios actuais que fazem a ligação entre as duas cidades não ultrapassam os 270 km/h.

Nos testes públicos a realizar o comboio começará a circular a uma velocidade de 160km/h e só depois será accionada a tecnologia de levitação magnética, onde serão atingidas velocidades de 500km/h. Quando a linha for oficialmente inaugurada haverá seis paragens – Tóqui Shinagawa, Sagamihara, Kofu, Iida, Nakatsugawa e Nagoya.

Para tornar a linha suficientemente recta para tais velocidades, a Central Japan Railway Company vai ter teve de escavar 248 km de túneis, quase cinco vezes o comprimento do Túnel do Canal da Mancha.

Embora o projecto, que está quase concluído, possa parecer megalómano, os mercados financeiros estão a reagir positivamente. O risco associados aos títulos da Central Japan Railway caiu para mínimos de seis anos e os lucros históricos registados deverão permitir pagar os €37 mil milhões que o novo comboio vai custar e que serão totalmente suportados por capital privado, refere a Bloomberg.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php