Califórnia quer 50% da energia produzida por renováveis até 2030

Estabelecer uma legislação ambiental ambiciosa é fácil: basta escolher um número, uma data e incluir “energias renováveis” pelo meio. Na última década, toda as empresas, cidades, estados e países têm ambicionado ser mais sustentáveis, anunciando números muitas vezes difíceis de atingir. O último estado a fazê-lo foi a Califórnia, nos Estados Unidos, cujo Governador acabou de assinar uma lei comprometendo-se a produzir metade da electricidade através de fontes renováveis até 2030 – o estado, não ele próprio.

“Um futuro descarbonizado é a razão pela qual aqui estamos. É algo muito importante, especialmente para as famílias com baixos rendimentos”, revelou Jerry Brown numa cerimónia realizada em Los Angeles.

A nova lei vai “obrigar” o estado a duplicar a eficiência energética dos seus edifícios até 2030, o que deixou os ambientalistas contentes, apesar do texto legislativo omitir a palavra “petróleo”, por exemplo, depois de lobbying da respectiva indústria.

“É desapontante que não haja uma referência à redução da utilização de petróleo”, explicou o sendor Kevin de Leon, autor da legislação. “Mas duas medidas sobre eficiência energética e energias renováveis são abrangentes e as mais avançadas do mundo”.

Foto: Carl Nenzén Lovén / Creative Commons

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php