Australianos desenvolvem caixote do lixo flutuante que limpa os oceanos (com FOTOS)

Conseguirá o Seabin limpar os oceanos?

Os empreendedores – e surfistas – australianos Andrew Turton e Pete Ceglinski criaram um caixote do lixo flutuante que pode recolher o lixo do oceano de forma mágica. O Seabin consegue chamar a si as garrafas de plástico, papel, combustível e detergente que esteja a flutuar no oceano e foi construído a partir de alternativas baratas aos barcos que costumam fazer estas acções de limpeza.

“Temos o objectivo de fazer o Seabin a partir do nosso próprio plástico [recolhido]. Vamos criar outro exemplar mas capturar mais lixo, e assim sucessivamente, num efeito dominó”, explicam os criadores da inovação. “O segundo objectivo é criar um mundo onde o Seabin já não seja necessário”.

Apesar de ter sido criado na Austrália, grande parte do design e desenvolvimento do Seabin está a ser feito em Palma de Maiorca, na Espanha, no ateliê The Sea. “A localização de Palma de Maiorca é importante para o projecto Seabin, uma vez que é o maior hub da indústria marítima da Europa e tem um rápido acesso internacional”, explicam os empreendedores.

O projecto encontra-se na fase final de desenvolvimento e o protótipo está a ser testado, massivamente, na marina Real Club Nautic.

Segundo o Bored Panda, o Seabin é feito nas próprias casas de Turton e Ceglinski, à mão, e espera um incentivo financeiro para chegar a várias partes do planeta. Para tal, a dupla lançou uma campanha de crowdfunding no Indiegogo para arrecadar €210.000 – até há minutos, os empreendedores já tinha garantido €38.000. O objectivo é que, em meados de 2016, o Seabin possa viajar para todos os países do mundo.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php