Emirates recebe 36 aviões mais eficientes em 2016

emirates_SAPO

A Emirates vai retirar 26 aviões da sua frota em 2016 e, paralelamente, inaugurar 36 novos aviões – 20 A380s e 16 Boeing 777-300ERs, dois dos aviões comerciais mais eficientes e silenciosos do mundo.

Os 36 novos aviões emitirão, em média, menos 12% de dióxido de carbono do que o avião que será retirado. Entre os aviões que serão colocados de lado, destaque para 12 A330-300s, um A340-500, seis Boeing 777-200ERs, dois Boeing 777-300s, A340-300 4 e um Boeing 777 -300ER. A idade média dos aviões da Emirates ronda hoje os 15,7 anos, muito abaixo da média da indústria – 25 anos. Ainda de acordo com a empresa, 13 aviões serão retirados em 2017 e outros 13 em 2018.

No final de 2016, a idade média da frota da Emirates será de 5,6 anos, devido à substituição dos antigos aviões pelos novos. “Sendo a Emirates a maior companhia aérea internacional do mundo, tem uma pegada ambiental a nível global, [pelo que] temos de assumir a responsabilidade pelos nossos passageiros e comunidades que servimos e pelo planeta”, explicou em comunicado o presidente da Emirates, sir Tim Clark.

“Com a substituição dos aviões mais antigos e a introdução dos novos e mais eficientes quanto aos níveis de combustível, a Emirates continuará a liderar a indústria na redução da idade das frotas, enquanto define novos níveis de serviço que os nossos clientes têm como expectativas”, continuou Clark.

A frota da Emirates tem actualmente 244 aviões. Em 2015, a companhia aérea recebeu 26 novos aviões, incluindo 15 A380s, 10 Boeing 777-300ERs e um Boeing 777 Freighter. Por outro lado, a Emirates tem 262 aviões adicionais encomendados no valor de mais de €110 mil milhões, a preço de tabela. As suas encomendas incluem 71 Airbus A380s, 42 Boeing 777-300ERs, 115 Boeing 777-9Xs e 35 Boeing 777-8Xs.

O novo Boeing 777Xs, entregue no início de 2020, vem com um design que integra um conjunto de novas características com níveis de combustíveis mais baixos, tornando-se quase 20% mais eficiente do que os modelos anteriores.

“Para além de reduzir a idade das suas frotas, a Emirates implementa também muitas outras práticas ambientais que reduzem as emissões de CO2”, explica a empresa em comunicado. Estas incluem o FlexTracks, um programa que planeia as rotas de voo mais eficientes, com base nas condições meteorológicas; deslocamento dos aviões no solo; reversor de empuxo e assistência em terra e de equipamentos de transporte eficientes quanto ao combustível utilizado.

Conheça todas as iniciativas ambientais e os dados de desempenho das emissões atmosféricas da Emirates aqui. A indústria da aviação é das mais poluentes do globo e, só na União Europeia, as emissões de gases com efeitos de estufa desta indústria aumentaram 87% entre 1990 e 2006.

Foto: Andrej Kragel / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php