EUA: central nuclear que produziu plutónio para bomba atómica vai ser transformada em parque natural

De nuclear a parque protegido

Inaugurado em 1943, o local nuclear de Hanford, Washington, é um dos mais famosos dos Estados Unidos. Foi conhecido por vários nomes, incluindo o actual Hanford Nuclear Reservation, fez parte do Projecto Manhattan e abrigou o Reactor B, o primeiro do mundo para a produção de plutónio em larga escala. O plutónio lá produzido, assim, foi utilizado para a primeira bomba nuclear, testada em Trinity, e para a bomba Fat Man, detonada sobre Nagasaki, no Japão.

O local foi desmantelado depois da Guerra Fria, mas Hanford continua a ser o local nuclear norte-americano mais poluído e com resíduos tóxicos. Desde Novembro, porém, que ele faz parte do Manhattan Project National Historic Park, juntamente com locais idênticos nos estados do Tennessee e Novo México.

Segundo o Inhabitat, que cita responsáveis pelo parque, os resíduos radioactivos serão guardados a “vários quilómetros de distância” dos visitantes do parque. Mas o site ambiental questiona: será esta garantia suficiente para levar-nos a passar todas as nossas férias num local de armas nucleares?

As autoridades esperam que os turistas passem por Hanford para conhecerem histórias reais de pessoas que foram impactadas pelo Projecto Manhattan, a nível local. “O parque pretende contar toda a história”, explicou Chip Jenkins, do Serviço de Parques Nacionais norte-americano. “O que aconteceu ao Reactor B mudou o curso da história da humanidade. [A comunidade local] passou de alguns ranchos com pouca população para albergar o primeiro plutónio do mundo em apenas 18 meses”, conclui. E nem a perspectiva japonesa será esquecida, ainda que Jenkins não tenha referido como.

Foto: Philo Nordlund / Robert Ashworth / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php