EUA: chefe da polícia demite-se por abater cão com tiro na cabeça

No dia 10 de Novembro, o chefe da polícia de Sparta, no Missouri, respondeu a um telefonema que dava conta de um cão agressivo numa das ruas da cidade. Lá chegado, ele encontrou o cão Chase, a quem imediatamente colocou numa caixa de transporte.

Depois de contactar vários abrigos de cães que, alegadamente, recusaram receber o animal, o chefe Andrew Spencer acabou por matar Chase para responder de forma mais rápida a um acidente de viação.

“Devido a uma chamada de grande prioridade, decidi destruir o cão”, escreveu Spencer no relatório da ocorrência. “Transportei o animal para o campo de tiro do Departamento de Polícia de Sparta e destrui o animal com um único tiro na cabeça”.

Ao jornal Springfield News-Leader, o procurador Harry Styron explicou que todos os cães perdidos deverão ser guardados durante cinco depois dessa data. A dona de Chase, Elizabeth Womack, visitou a estação de polícia poucas horas depois de o animal ter desaparecido, mas já era tarde demais.

“Era brincalhão e adorável e só queria brincar e receber carinhos. Ele brincava com o nosso filho e vigiava-o. Eram como irmãos. Era mais que um animal de estimação, era família”, escreveu Womack no Facebook, de acordo com o The Dodo.

No seu relatório, Spencer listou uma lista de possíveis acusações contra Womack, incluindo abandono de animal, mas foi o chefe de polícia que acabou por ser punido pelo incidente. Depois de ter sido colocado em licença administrativa, Spencer acabou por demitir-se do departamento de polícia na segunda-feira. No entanto, Womack ainda não está satisfeita. “O meu filho (bebé) passa o tempo todo na casota de Chase. Fica por lá, olha em volta e chama por ele”.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php