EUA faz história ao colocar leões na lista de espécies ameaçadas

leao_SAPO

O Fish and Wildlife Service norte-americano, responsável pela preservação da vida selvagem, anunciou hoje que duas espécies de leões da Índia e África Ocidental e Central passarão a fazer parte da lista de espécies em vias de extinção, de acordo com o Washington Post.

“Será um anúncio muito entusiasmante para todos os que querem ver os leões mais protegidos”, explicou Jeff Flocken, director regional da Animal Welfare and the Humane Society International, entidade citada pelo Post.

Ainda que a decisão não tenha sido directamente influenciada pela morte do leão Cecil, em Julho, mas por novos dados relativos à quantidade de leões existentes na vida selvagem, Flocken admitiu que era “impossível ignorar” o efeito daquela morte na opinião pública mundial.

Ainda assim, a caça ao leão não será proibida. Os caçadores que queiram levar o “prémio” para os Estados Unidos, porém, deverão obter uma licença do Fish and Wildlife Service, que só lhes será entregue se eles demonstrarem que a caça e o troféu “melhoraram a sobrevivência da espécie”.

A decisão terá sido tomada com base num estudo que indica que existem menos de 30.000 leões em África – talvez mesmo cerca de 20.000. Nos últimos 21 anos, por outro lado, a população de leões decresceu 60% e os animais apenas existem, hoje, em 8% da sua diversidade histórica.

Foto: Tambako The Jaguar / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php