Inovação da EPAL ajuda municípios alentejanos a recuperar €1 milhão com perdas de água (com VÍDEO)

agua_SAPO

A implementação do sistema Wone nas redes de abastecimento dos 14 municípios abrangidos pela Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC) tem um potencial de recuperação de €1 milhão por ano em perdas de água, de acordo com a EPAL, que desenvolveu o sistema em Maio de 2011 para a cidade de Lisboa.

De acordo com a empresa pública, em Portugal as perdas de água nas redes de abastecimento público são na ordem dos 240 milhões e metros cúbicos, “cerca de 40% da água perdida a cada ano”. A empresa destaca que Lisboa registava 25% de perdas e, com a sua solução, estas perdas passaram para 8%.

Com este novo sistema, avança o Construir, os municípios alentejanos poderão agora controlar as perdas de água através de um planeamento e implementação das zonas de monitorização e controle, que serão divididas para uma monitorização contínua, análise de dados e respectivo registo e reporting.

Relativamente aos municípios abrangidos pela CIMAC, a EPAL frisa que esta é a “maior área territorial do país a recorrer à solução tecnológica Wone para gerir os fluxos de água com mais eficiência e minimizar as perdas”. Fazem parte da CIMAC os municípios do Alandroal, Arraiolos, Borba, Estremoz, Évora, Montemor-o-Novo, Mora, Mourão, Portel, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Vendas Novas, Viana do Alentejo e Vila Viçosa.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php