Novo quartel dos Bombeiros de Cuba irá funcionar a energia solar

Um quartel mais sustentável

O novo quartel dos Bombeiros Voluntários de Cuba, no distrito de Beja, acaba de receber 140 painéis fotovoltaicos, um projecto com 35 kW de potência instalada e que permitirá à corporação uma significativa redução da sua factura energética. Ao nível ambiental, o sistema contribuirá para uma redução significativa das suas emissões de CO2.

O sistema fotovoltaico irá permitir aos Bombeiros Voluntários de Cuba conseguir uma poupança de aproximadamente €7.000 por ano, evitando, por outro lado, a emissão de 30 toneladas de CO2 por ano, afirma António Sota, o comandante da corporação.

O projecto foi desenvolvido pela SunEnergy, que este ano já instalou 800 painéis na Natural Stone, em Vagos, Aveiro; 720 painéis no Hotel MH_Peniche; 300 painéis na Moviroma, empresa de Águeda ou 60 painéis na Fábrica de Arroz Gatões, parte da Cooperativa Agrícola de Montemor-o-Velho.

“Durante o ano de 2015 temos sentido que cada vez mais entidades, de diversas áreas, têm procurado sistemas de autoconsumo que lhes permitem obter poupanças significativas na sua fatura energética. Este modelo tem a vantagem de produzir energia quando ela é mais cara, precisamente durante o dia, quando existe sol. Energia mais barata significa mais competitividade para as empresas e outras entidades, as quais estão também muito atentas às oportunidades de investimento que o Portugal 2020 e o PDR 2020 vão abrindo para o investimento nestas áreas” afirmou em comunicado Raul Santos, director-geral da SunEnergy.

“A questão da enorme poupança económica faz também todo o sentido para organizações como corporações de bombeiros, IPSS ou para a administração pública central e local”, conclui.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php