Singapura: cinco torres residenciais alimentadas a energia solar (com FOTOS)

Luxuoso, público e sustentável made in Singapura

Apesar de algumas excepções à regra, arquitectura de luxo incorpora cada vez mais características sustentáveis, como é exemplo o novo complexo residencial Sky Terrace, em Singapura – luxuoso mas público, na verdade. Constituído por cinco torres, o projecto tem a eficiência energética mas também a interacção social como pano de fundo, dois conceitos essenciais para a SCDA Architects.

O projecto foi terminado recentemente e é uma espécie de “habitação num parque”, adianta o Inhabitat. Para além de jardins no terraço, o complexo tem vários espaços inclusivos – uma pecha em muitos projectos arquitectónicos – sistemas de armazenamento de água da chuva, irrigação gota-a-gota e painéis solares.

Motivado pelo aumento populacional de Singapura, o projecto tem ainda pontes cobertas de vegetação entre as várias torres. Estas, os jardins nos terraços e as chamadas sky villages são responsáveis pela totalidade dos espaços comuns.

Existem ainda parques infantis, estações de fitness para adultos e idoso e um anfiteatro ao ar livre para encorajar a socialização intergeracional.

Ouvido pelo Inhabitat, Lester Goh, um dos primeiros residentes de um dos apartamentos, confirmou a eficiência do design passivo criado pelos arquitectos, no que toca à ventilação e luz natural.

“Nos dias mais quentes da Singapura tropical tenho experienciado micro movimentos de ar no apartamento”, adiantou. “Os locais para estender a roupa são ideias para secar vestidos, toalha e lençóis através de vento natural, o que nos faz poupar nas máquinas de secar roupa. Ao contrário da maioria dos apartamentos, as janelas das casas de banho são grandes, o que reduz a humidade e leva a luz natural para lá”, concluiu.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php