Agricultor australiano contorna erosão do solo com desenhos geométricos

Uma obra de arte eficaz

Brian Fischer, agricultor com cerca de 60 quilómetros de terreno agrícola a norte da cidade de Adelaide, na Austrália, está a tentar combater a erosão do solo com uma obra de arte, lavrando a terra com um desenho geométrico.

Criativamente, o resultado final da iniciativa é aliciante. No entanto, Brian acredita que o seu planeamento cuidadoso vai proteger o solo, ao criar uma série de cumes que evitarão a sua erosão – na verdade, segundo explica o Guardian, esta estratégia já está a ser bem sucedida.

Segundo Fischer, o método é utilizado pela sua própria família há várias gerações – desde 1944, pelo menos – mas ninguém sabe quem o desenvolveu. “O pai de Brian aprendeu a fazê-lo, provavelmente, de agricultores mais velhos”, explica o site.

Os padrões geométricos complexos demoraram vários dias a criar e, através dos pequenos cumes, evitam que o vento leve solo precioso. De acordo com Brian, o modelo artístico terá evitado que cerca de 15 centímetros de solo precioso tenha sido levado para outro local.

Para além de ter salvo o seu solo, Fischer fez questão de fotografar as suas culturas, partilhando a técnica com possíveis interessados – e fê-lo sozinho, dentro do avião do seu filho mais novo.

“O modelo resultou”, explicou o agricultor, agora uma pequena estrela local, à rádio 3AW. “Acabou completamente [com a erosão]. Só temos uma oportunidade para o fazer, pelo que se nos enganarmos não há volta a dar-lhe e tudo fica arruinado”.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php