Montenegro: antigo campo de concentração transformado em hotel de luxo (com FOTOS)

Como reabilitar uma fortaleza

Um antigo campo de concentração fascista na ilha de Mamula, no Montenegro, vai ser reabilitado como castelo que albergará um hotel de luxo para turistas milionários. Segundo vários media internacionais, entre eles o Mic, AFP (France-Press) e CNN, o Governo montenegrino assinou um contrato de 49 anos com a empresa suíço-egípcia Orascom para um investimento de €14,6 milhões naquela ilha, que fica na Baía de Koto, no Mar Adriático.

Segundo a Ansa Mediterranean, as forças do ditador italiano Benito Mussulini utilizaram esta cidadela como prisão durante a Segunda Guerra Mundial, entre 1942 e 1943. Das 2.300 pessoas que aqui foram encarceradas, 130 terão sido assassinadas ou morreram à fome.

Os acontecimentos de Mamula foram retratados no filme Campo Mamula, de 1959 e que, de resto, foi filmado no local. Hoje, a fortaleza é um local preservado, ainda que segundo o director nacional para o desenvolvimento turístico do Montenegro, Olivera Brajovic, a única forma de continuar com esta preservação futura é arrendar o local a uma terceira parte.

Para além do hotel, está prevista a construção de uma marina, um clube, spa, pista de dança e restaurantes. Não está previsto nenhuma homenagem aos acontecimentos da ilha, pelo que, de acordo com a Ansa Mediterranean, a estratégia passará por arquivá-los no esquecimento.

A renovação do forte está a cargo da empresa de design Salt and Water, que adiantou que irá preservar a estrutura e fachada originais da fortaleza. “Seria terrível deixar passar a oportunidade oferecida pela Orascom [de reabilitar o loca], depois de anos de total negligência. Há anos que Mamula se está a degradar devido à falta de financiamento”, explicou ao Balkan Insight Dragana Plavanski, director de uma rádio local.

Foto: Atraktor Studio / Creative Commons & Wikimedia Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php