Porto: livraria Lello triplicou vendas em seis meses

A histórica Lello

A Livraria Lello, que hoje comemora 110 anos, aumentou em quase 300% a venda de livros diária nos últimos seis meses, apesar de receber menos visitantes, explicou à Lusa o administrador daquele espaço da cidade do Porto.

“Vendemos mais livros. Tínhamos uma média diária de vende de livros de 190 livros e, neste momento, andamos numa média de 522 livros”, explicou José Manuel Lello, reconhecendo que é “incrível” o aumento de quase 300%.

A Livraria Lello celebra os 110 anos com entradas grátis para os visitantes e oferta de várias surpresas. Desde Julho, recorde-se, que a livraria cobra as entradas dos visitantes através de vouchers dedutíveis na compra de livros.

Com a iniciativa de um controlo das entradas na livraria, o administrador reconhece que agora têm menos visitantes, mas, por outro lado, registam mais vendas de livros e dão um melhor atendimento ao público.

“Temos em média, no Verão, à volta de 2.500 entradas – no Verão incluo até outubro – e nestes últimos dois meses [Novembro e Dezembro], o tráfego baixou um pouco, numa média de 1.500 pessoas por dia”, adiantou .

Considerada uma das mais belas livrarias do mundo por alguma imprensa internacional – como o jornal The Guardian, que a elevou em 2008 à terceira mais bela do mundo, e a estação televisiva CNN em 2014 a considerou a mais linda do mundo -, a Lello oferece hoje 110 exemplares da obra “A Lágrima”, de Guerra Junqueira.

Fotos: Michał Huniewicz / NoirKitsuné / Turismo En Portugal / Pedro Ribeiro Simões / A wandering minstrel / Creative Commons

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php