Segunda Circular: ponte financiada pela Galp recebe apenas dois ciclistas por hora

ponte_SAPO

A célebre ponte ciclo-pedonal cor-de-laranja anunciada por António Costa, então presidente da Câmara de Lisboa, em 2009, e cuja construção foi adiada para 2015, recebe dois ciclistas e 20 peões por hora, num total de 230 peões e 20 ciclistas por dia, de acordo com o jornal Público – que não contabilizou as passagens durante a noite, praticamente inexistentes.

O jornal do grupo Sonae efectuou esta contagem durante três dias seguidos, em meados de Dezembro e antes das férias escolares, entre as 9h e as 21h. Na soma das quatro horas – quatro em cada dia – verificou-se que a passagem foi atravessada 454 vezes a pé e 37 de bicicleta. “Assumindo-se que, em geral, quem passa para um lado regressa mais tarde no sentido contrário, teremos perto de 230 peões, quase todos adultos, e de 20 ciclistas a servirem-se da passagem naquele período”, escreveu o jornal.

Ao dividir estes números por 12, o Público chegou aos tais 20 peões e menos de dois ciclistas por hora.

Inaugurada em Fevereiro de 2014, a ponte foi financiada em €900.000 pela Galp e mais de €500.000 pela Câmara de Lisboa. O desenho do projecto foi ganho pela MXT – e pelos arquitectos Maximina Almeida e Telmo Cruz – no decorrer de um concurso promovido pela ExperimentaDesign.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php