WWF acusada de financiar grupos que abusam dos povos indígenas

baka_SAPO

A Survival International acabou de formalizar uma queixa, na OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico), sobre as actividades da WWF (World Wide Fund for Nature) nos Camarões.

Segundo explica a Survival no seu site, esta é a primeira vez que uma organização ligada à conservação é sujeita a uma queixa na OCDE – um procedimento normalmente utilizado contra empresas multinacionais. A queixa envolve a WWF em abusos violentos e roubo de terras consta aos pigmeus Baka, nos Camarões, actos alegadamente cometidos por grupos anti-caçadores ilegais que são financiados pela organização ligada à conservação.

Antes de começar o seu trabalho nos Camarões, explica a Survival, a WWF não considerou o impacto destas acções no dia-a-dia dos Baka. Como resultado, a WWF “contribuiu para violações sérias dos direitos humanos e quebrou a Declaração das Nações Unidas para os Povos Indígenas”.

“Os Baka testemunharam várias vezes à Survival sobre a actividade destas brigadas anti-caça na região”, explica a Survival Internacional. Assim, a tribo indígena está impedida de voltar à floresta, sendo obrigada a viver à beira da estrada, onde está à mercê de doenças como a malária.

“A WWF sabe que os homens que financia roubaram a terra dos Baka para efeitos de conservação. Mas isso não a parou [de os financiar]”, concluiu Stephen Corry, director da Survival International.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php