Novo projecto da Águas de Portugal vai descomplicar ciclo urbano da água

Qual a relevância das profissões relacionadas com a gestão do ciclo urbano da água para a Economia Verde, qual a sua diversidade e especificidade. Estes são algumas das questões que a Águas de Portugal (AdP) vai responder com o seu mais recente projecto, Profissões da Água, que hoje se inicia e que irá disponibilizar aos consumidores várias informações que pretendem descomplicar o tema da água.

Desde filmes protagonizados pelos colaboradores, retratando as suas funções – como o que partilhamos no final deste texto, sobre o director de operações de saneamento da EPAL, José Martins -, à disponibilização de suportes pedagógicos que explicam o processo de produção de água para consumo e de tratamento das águas usadas, até concursos de fotografia para envolvência dos públicos interno e externo ou visitas guiadas às infraestruturas geridas pelas empresas do grupo, são várias as acções previstas neste programa, que se desenvolverá até 1 de Outubro, Dia Nacional da Água.

“Hoje, no nosso país, abrir uma torneira é um gesto tão quotidiano e simples que o consumidor nem sempre tem consciência da multiplicidade e complexidade de actividades necessárias à gestão do ciclo urbano da água. Acreditamos que sensibilizar para as profissões da água, além de dar o justo valor aos nossos colaboradores e à importância do trabalho que executam, é também valorizar a própria água, enquanto recurso essencial à vida em sociedade e à qualidade do ambiente, da saúde pública e da economia”, sublinhou em comunicado Manuel Fernandes Thomaz, vice-presidente do Grupo AdP.

A iniciativa enquadra-se no tema escolhido pelas Nações Unidas para as comemorações do Dia Mundial da Água em 2016 (Water and Jobs – Água e Profissões) com vista a promover a reflexão em torno do contributo indispensável do sector da água e saneamento, e dos seus profissionais, para a dinamização da economia.

Segundo a ONU, existem 1.500 milhões de profissões, em todo o mundo, relacionadas com a gestão da água, um número que corresponde a cerca de metade do total mundial de trabalhadores. 

De acordo com a entidade reguladora do sector das águas e resíduos em Portugal – ERSAR -, o conjunto de entidades gestoras que prestam serviços de águas e resíduos em Portugal continental empregava, em 2014, um total de 28.900 trabalhadores, sendo 23.300 empregos directos e 5.600 mil empregos indirectos. Destes, os serviços de abastecimento de água representavam 9.400 mil empregos e os de saneamento de águas residuais 6.700 empregos.

Hoje, Dia Mundial da Água, o Green Savers vai produzir vários conteúdos sobre o tema. Fique connosco.

Este artigo faz parte de um trabalho especial sobre o programa de sensibilização para as Profissões da Água, promovido pela Águas de Portugal. Todas as sugestões de temas podem ser enviadas para info@greensavers.pt. Siga o Profissões da Água no site, no Facebook, YouTube  e assine a sua newsletter.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php