Brasil: negócio de arranjo de sapatilhas caras é um sucesso em São Paulo

mizuno_SAPO

Quem possuir ténis caros que, por alguma razão, se descolaram, sujaram ou rasgaram quando ainda são novos, pode recorrer ao Hospital do Ténis, em São Paulo, Brasil, um negócio que procura reabilitar sapatilhas caras.

Instalada em São Paulo, a oficina de reparação de calçado e malas de viagem recebe pedidos de serviço de sapatilhas – ou ténis – caros como Mizuno Prophecy, Nike Shox ou Adidas Springblade, que podem perfeitamente durar mais alguns meses ou anos com o arranjo certo.

“Recebemos muitos pedidos de ténis caros que as pessoas não querem deitar fora”, explicou à Folha de S. Paulo Vinicius Pelin, filho do proprietário do negócio, Frederico Magno Pelin. Para além dos dois, no negócio trabalham ainda Priscila Pelin, filha de Frederico, e Manuela Honório, a sua esposa.

Todos os dias, esta equipa de quatro – mais cinco colaboradores – repara dezenas de sapatilhas. O sucesso do negócio avalia-se pelo tempo de espera para cada reparação: duas semanas.

Segundo Frederico Pelin, o serviço tem clientes cativos. Como o dono de umas sapatilhas Prada. “Ele traz sempre os mesmos ténis, que devem custar uns €750. Depois de lavadas e arranjadas por €7,5, as Prada voltam aos pés do cliente. Para mais umas viagens.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php