Família britânica descobre villa romana “extraordinariamente bem preservada” (com FOTOS)

Uma villa incógnita durante 1500 anos

Uma família britânica descobriu, acidentalmente, uma villa romana “extraordinariamente bem preservada”, de acordo com o Guardian. Tudo começou quando Luke Irwin chamou uma equipa de electricistas para fazer uma instalação eléctrica subterrânea da casa para o celeiro, para jogar ping pong – também – durante o período da noite. Então, estes profissionais encontraram um mosaico romano.

Irwin parou imediatamente a obra e chamou a Historic England, entidade que confirmou o achado, através da sua equipa de arqueólogos. A villa terá sido construída entre 175 e 220 d.C. e colapsou por volta do século V. Provavelmente, acredita a Historia England, permanecerá intocada desde então.

“Este é um local incrivelmente valioso e com um potencial incrível. A descoberta de um local tão bem preservado e elaborado, não danificado nos últimos 1.500 anos pela agricultura, não tem paralelo nos últimos anos e dá-nos uma oportunidade para melhor percebermos a Britânica romana e pós-romana”, explicou o arqueólogo David Roberts, da Historic England.

Segundo a entidade, os proprietários desta villa seriam pessoas com poderio económico, a julgar pelas conchas de ostra que foram descobertas no local, que se encontra a dezenas de quilómetros do mar. Os materiais utilizados também aparentam ser caros para aquela altura – esta seria, assim, uma casa de férias de uma pessoa poderosa que viveria na actual Londres.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php