O Partido Pessoas-Animais-Natureza (PAN) tem uma ideia para pôr um travão à quantidade excessiva de pombos nas cidades de Portugal. Num plano hoje enviado às autarquias do país, o partido defende que é possível controlar a reprodução desta espécie através de pombais contraceptivos, pondo fim ao abate, práctica comum por cá.

Os pombais contraceptivos são estruturas de reprodução artificial e constituem um método de controlo populacional de pombos cada vez mais popular na Europa. A ideia é dar aos animais um local específico para nidificarem, evitando assim o nascimento de novos pombos de forma descontrolada.

Para o PAN esta é uma alternativa viável que ajuda os responsáveis locais a lidar com a sobrepopulação desta espécie e que já foi implementada com sucesso em alguns países da Europa, com destaque para as mais de 70 cidades alemãs e algumas localidades francesas.

De forma ética, eficaz, sustentável, ecológica e económica é possível controlar a quantidade de pombos, defende o partido. Há também várias vantagens para os humanos: maior higiene nas cidades, poupança na manutenção dos espaços privados e públicos, caso de tantas estátuas e monumentos do país.

 Foto: Jans Canon / Creative Commons 

Deixar uma resposta