Madrid: circos com animais estão proibidos a partir de agora

Foi aprovada hoje pelo governo municipal de Madrid, uma medida que proíbe o uso de animais em circos, quer estes tenham lugar em espaços públicos ou privados.

Manuela Carmena, presidente da Câmara de Madrid, e o partido PSOE defenderam a necessidade de mudanças, sendo urgente a defesa dos animais habitualmente usados em circos, caso dos elefantes e dos tigres, para “não serem vítimas de maus-tratos e não serem submetidos a esforços ou actos cruéis que provoquem sofrimento, ansiedade ou stress”.

“Nos circos, os animais geralmente vivem em condições de cativeiro, alojados em jaulas e contentores, sendo muitas vezes transportados por longas distâncias em reboques de camião que não satisfazem as necessidades físicas mais básicas”, pode ler-se na proposta apresentada pela coligação Ahora Madrid. A medida contou com o apoio PSOE e do partido Ciudadanos, e com o voto contra do PP.

A coligação congratulou-se com a aprovação da medida, lembrando que muitos dos animais usados em circos “são submetidos a processos de aprendizagem em que são obrigados, por vezes de modo violento, a terem comportamentos que são completamente antinaturais para a sua espécie.”

Em Espanha há neste momento 220 municípios que proíbem o uso de animais em espectáculos de circo. Por cá, continua em vigor uma lei de 2009 que impede os circos de comprarem novos animais e a reprodução dos espécimes já existentes nas companhias de circo.

Foto: Jose Luis Duron / via Creative Commons 

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php