As infra-estruturas que a NASA deixou para trás

As infra-estruturas abandonadas da NASA

Durante a Guerra Fria, a agência norte-americana NASA construiu dezenas de locais de lançamentos espaciais. Estávamos na chamada “corrida espacial” e Estados Unidos e Rússia investiam somas astronómicas para liderar a nova era global.

Muitos destes locais foram desactivados e apenas as suas ruínas comprovam o quão importante eles foram durante cerca de 20 anos. Para o fotógrafo Roland Miller, que cresceu a ver os lançamentos espaciais na televisão, estes locais são mais do que um prazer secreto – eles transformaram-se no seu local de trabalho.

Em 1984, Miller mudou-se para o estado da Flórida para ensinar fotografia. Pouco tempo depois, ele foi contactado pelo engenheiro ambiental de Cape Canaveral para o ajudar a eliminar antigos químicos fotográficos. “Soube imediatamente que queria fotografar a estrutura de lançamento, que estava a desfazer-se, e foi aí que percebi que queria fotografar outras estruturas”, explicou ao Daily Mail.

Nos últimos 25, o norte-americano fotografou 16 locais abandonados pela NASA, infra-estruturas de pesquisa e museus: nos estados da Virgínia, Flórida, Alabama, Mississippi, Louisiana, Texas, Kansas, Utah, Novo México e Califórnia.

“Todos os miúdos da minha época queriam ser astronautas. Infelizmente, porque comecei a usar óculos na terceira classe, percebi que eu nunca seria. Também não ajuda ter um QI de 40”, explicou Roland.

Ainda assim, ele dedicou-se marginalmente ao tema e publicou o livro Abandoned In Place, que compila os seus 25 anos de fotografia. Veja algumas das fotos do norte-americano.

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php