A prisão que inspirou Os Condenados de Shawshank

Durante mais de cem anos a prisão Ohio State Reformatory foi considerada uma das mais violentas dos Estados Unidos – mais de 215 prisioneiros morreram durante este tempo.

Agora, ela faz parte de um roteiro turístico ligado ao cinema de Hollywood, devido ao sucesso dos filmes por lá filmados: Tango e Cash, Air Force One ou Os Condenados de Shawshank. Há muito, porém, que a prisão está em decadência e o seu estado de abandono é bem visível nas fotos da galeria.

A história do Ohio State Reformatory começou em 1861, quando soldados que participaram na Guerra Civil Americana começaram a ser treinados naquele local. Em 1876, os responsáveis decidiram transformar o local num reformatório para jovens, mais tarde elevado a prisão.

Nos anos 70, uma equipa de nove pessoas recomendou que o local fosse fechado e substituído por várias outras instituições mais pequenas, que não pudessem albergar mais de 500 presos. Em 1978, o Counsel for Human Dignity processou a prisão em nome dos seus 2.200 presos, alegando que os seus direitos tinham sido violados e que estavam obrigados a viver em “condições brutais e inumanas”.

O processo foi concluído em 1983 e os responsáveis pela prisão aceitaram em melhorar as condições da instituição, preparando-a para o encerramento a 31 de Dezembro de 1986 – uma data adiada até 1990.

Nos últimos anos, a arquitectura deslumbrante do local foi usada para filmar Harry and Water go to New York (1975) e Tango e Cash (1989). Agora, o edifício está abandonado.

Deixar uma resposta