A fotogenia de uma libelinha ensonada

O sono da libelinha

Um projecto fotográfico captou os olhos esbugalhados e magnificência das libelinhas na primeira hora do dia, uma altura que o insecto espera que a temperatura suba para que as suas asas, ainda húmidas da noite anterior, comecem a secar.

Segundo o fotógrafo italiano Roberto Aldrovandi, a manhã é a única altura do dia em que estes insectos podem ser fotografados calmamente, uma vez que ainda não se conseguem verdadeiramente mexer.

“O truque é acordar na manhã mais fria do final da Primavera, à primeira luz do dia. As asas das libelinhas ainda estão molhadas do orvalho e a temperatura ainda é baixa, pelo que temos tempo para as fotografarmos antes que elas voem”, explicou ao Daily Mail.

Para Aldrovandi, o segredo de uma boa fotografia macro é a pesquisa. “Temos de ter muita paciência e consistência. É preciso muito estudo para percebermos o seu comportamento”.

Comentários (Facebook):

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php