A obsessão chinesa pelos edifícios ocidentais

A China ocidental

É conhecida a capacidade dos chineses para copiar tudo o que vem de fora, incluindo cidades, edifícios icónicos ou monumentos. Foi a pensar nesta cultura do copiar/colar que a autora Bianca Bosker publicou o livro Original Copies: Architectural Mimicry in Contemporary China, no qual analisa as tendências das estruturas replicadas e a forma como comunidades inteiras tentam parecer-se com locais da Europa ou América.

No livro, Bosker apresenta uma análise muito exaustiva sobre o fenómeno de replicação de edifícios em toda a China – uma situação algo irónica, tratando-se de um país com grandes tradições em todas as áreas da sociedade.

Desde a Torre Eiffel, Veneza, o Palácio de Versalhes até às grandes praças espanholas, alemãs e italianas, tudo pode ser feito de raiz na China – uma espécie de Las Vegas em tamanho gigantesco. Veja algumas das fotos do livro de Bosker.

1.Vila britânica

2.Veneza

3.Torre Eiffel

4.Luodian Town, Xangai

5.Rua holandesa

6.Praça de São Marcos

7. Luodian Town, Xangai

8. Praça de São Marcos

Deixar uma resposta

Patrocinadores

css.php